TEXTANDO VERSOS

Textos diversos de inversos contextos, testes de versos e meros pretextos fazendo de tudo para encher de textura o universo da web. De forma concisa, são apenas loucuras entre linhas de divisa.

19 de fev de 2011

Aprecie o silêncio

Ouço o silêncio da cidade

enquanto um sonho único

a minha cabeça invade

- - -

Hoje sinto-me capaz
De dizer algumas coisas positivas
Porque finalmente descobri
O que ninguém mais me tira
E viva Paulo Leminski
Que matéria é mesmo mentira

2 comentários:

  1. Com o sorriso mais raro, faço da vida um livro congruente
    Embaraço meus sentimentos duma forma leve e o resultado sou eu
    Por mais que doesse ou que me limitasse, amei
    Amei a mim mesma como sinopse do livro
    Depois, nobres colegas, consegui inventar um amor
    Um amor imperfeito, criado pra me fazer questionar
    Tantas figuras imprevisiveis fizeram personagens reais
    Mistérios que hei de descobrir...imagens que não me deixam enganar
    Na essencia, tenho coragem, além de tudo e é isso que me faz tentar e contar
    Tentativas prudentes
    Nó na garganta de trilhar por caminhos obscuros
    Cada história que vivi: histórias perfeitas
    Um doce gosto
    E sinto naqueles que amo, uma magia diferente
    Como que se tivesse que aproveitar cada fel
    Pra poder saborear o doce gosto acima citado
    Não vivo por eles, vivo por mim
    Mas meus amados são personagens principais
    Não existe o melhor ou o pior
    Existem sem máscaras, sem prescrições
    Quero caminhar com destreza todos os declives que aparecerem
    pra poder contar lá do alto o quão bela foi essa experiência
    e poder incentivar a vida a todos que tem medo dela aqui na terra.

    ResponderExcluir