TEXTANDO VERSOS

Textos diversos de inversos contextos, testes de versos e meros pretextos fazendo de tudo para encher de textura o universo da web. De forma concisa, são apenas loucuras entre linhas de divisa.

6 de mar de 2011

Saco!

Eu não sou bonzinho
Eu não sou bonitinho
Não tenho frescurinhas de "meu amor" pra cá e "meu amor" pra lá
Detesto situações de baixaria
Mas consigo ir muito baixo se necessário
Odeio levantar a voz
E que levantem a voz para mim
E que apontem o dedo
E que façam cara feia
Que façam bico e chorem

Como profissional, eu sou um pedagogo
E birra se cura com indiferença e...


...e Tchau!

Um comentário: