TEXTANDO VERSOS

Textos diversos de inversos contextos, testes de versos e meros pretextos fazendo de tudo para encher de textura o universo da web. De forma concisa, são apenas loucuras entre linhas de divisa.

3 de mai de 2010

A ilusão do estudo



"A única coisa pela qual vale a pena chorar é aprender a sorrir. Já para sorrir, qualquer motivo basta."

Segunda-feira fria, de céu limpo e narizotes resfriados chegando à escola. Olhando os livros empilhados, todos seriados e iguais, vejo pelos olhos daquele garoto que estudava e que ouvia das pessoas como isso era importante. Mas o que ocorre é que, naquele momento, para mim, não era.

Um comentário:

  1. Pois é,hoje li num blog sobre o questionamento do certo e do errado, um trecho diz o seguinte:"O filósofo Mario Sergio Cortella conta que muitas pessoas se surpreendem quando constatam que ele não sabe dirigir e tem sempre alguém que pergunta: “Como assim?! Você não dirige?!”. Com toda a calma, ele responde: “Não, eu não dirijo. Também não boto ovo, não fabrico rádios — tem um punhado de coisas que eu não faço”. Não temos que fazer tudo que esperam que a gente faça nem acertar sempre no que fazemos. Como diz Sofia, agente de viagens que adora questionar regras: “Não sou obrigada a gostar de comida japonesa, nem a ter manequim 38 e, muito menos, a achar normal uma vida sem carboidratos”.
    Ótima semana!!

    ResponderExcluir